Friday, 14 October 2005

Se tu quiseres, eu quero (II)



Este, tal como o Johnny Depp, parece agradar tanto a elas como a eles, por isso cá fica, provocado também pela lembrança dele.

Chris Cornell na sua glória pós-Soundgarden.

21 comments:

O Acordeonista said...

O título do post fez-me lembrar uma música do Donovan Frankenreiter: "If it Don't Matter to You, It don't matter to me". É a música dos adúlteros pá!

Misunderstood said...

E?! Tens alguma coisa contra o adultério?! Acho que estás a ser fundamentalista... :p
Ai o Chris... Ai.

innocent bystander said...

Malta, o que interessa aqui é mesmo o vozeirão e afins do Chris, como é visível na foto...

Beijos

O Acordeonista said...

Por acaso sou um bocado contra o adultério. Mas, xôtora que é capaz de me aviar com um telefone e que podia, eventualmente, ter-me praxado, "If it don't matter to you it don't matter to me". Mas, falando mesmo na voz (eu estou a falar mesmo da voz, IB. A sério que estou), este gajo é o maior. Quem for a favor de nomear esta voz a melhor do grunge, meta a mão no ar, salte uma vez para o lado esquerdo, apanhe as meias do chão e conte até sete sem as consoantes.

innocent bystander said...

Xôtora, hã? maravilha, ó Mis! eu também te podia ter praxado, pá, mas não sou dessas coisas.

hum, deixa ver... eu tenho uma relação muito estreita com o vedder, e tal, mas acho que sim, que este é o maior. a voz é muito mais... tudo.

O Acordeonista said...

Resumiste hein! Tudo mais. É isso. O gajo esteve mto bem este ano no SBSR. Voz au point, fantástico "Spoonman".

O Acordeonista said...

A Mis não me praxou. Estão em pé de igualdade. Eu só a trato por xôtora porque ela me ameaçou com um telefone vindo lá do quinto dos infernos. Agora tu tratas-me bem. Não te chamo xôtora, mas até levas umas musiquinhas, hein? Cheia de sorte, ó camano!

bonifaceo said...

Grande fã eu, dos Soundgarden (e outras bandas Grunge), é pena terem acabado, os Audioslave, actual banda dele, está porreira, e a grande voz mantém-se. Já contei bem a história no asterisco... não fui capaz de deixar passar, faltavam lá uns detalhes :D...

Pim said...

Perfeição, perfeição é mesmo a mistura de vozes dos dois (Vedder e Cornell) nos Temple of the Dog. E, já agora, no auge do belíssimo Hunger Strike. Quanto ao resto, e correndo o risco de me confundirem, o Chris... está muito lá neste foto. Uhhhh! Está dito. E escrito!

innocent bystander said...

acordeonista: pois, nem eu queria ser xotora. Nem mandar-te com um tefone ao cocuruto. Na volta do correio recebo musicas, o que é baril. Gracias.

bonifaceo: dá-lhe, dá-lhe.

pim: não te confundem, não, eu bem ressalvei que este agrada a elas e eles...

beijos

Misunderstood said...

Acordeonista: Xôtora o caraças! que eu não sou dessas paneleirices. Não te praxei pq resolvia as minhas frustrações de outra forma. A IB tb não pq éramos da mesma onda «paz e amor» ou lá o que é. Embora o «tefone» um dia possa voar acho que não será para a tua cabeça. Tenho outros alvos à tua frente, lamento. :p

Falaste aí no «Spoonman» e tive de desenterrar o «Superunknown»... Ai que bom.

O Acordeonista said...

Olha. E que tal um "Badmotorfinger" já de seguida? Só de soslaio. Eu vou aviá-lo desde já! Cá pra mim, para não me quereres despachar com o tfone, também deves querer músicas, né? EHEHEH.

innocent bystander said...

paz e amor, paz e amor.

BADMOTORFINGER RULES!!

Misunderstood said...

As musiquinhas dão jeito, mas pronto eu até simpatizo ctg (eu n disse isto... :s estou armada em simpática e é coisa para sair caro! sai sempre...) O «tefone» ficava melhor noutras cabeças, só isso.

innocent bystander said...

eu gosto mesmo é dagente dizer «tefone» sem pejo algum.

O Acordeonista said...

Sem escrúpulos. Altas animais!

innocent bystander said...

fosga-se, tenho que ir buscar a cassete do badmotofinger... não sei é se a aparelhagem ainda toca...

Misunderstood said...

Isso dos altas animais é para quem?! lolol

bonifaceo said...

Tchi... pessoal a falar do Badmotorfinger... agora delirei, infelizmente só se costuma ouvir falar no que está a dar. Adoro, o meu album favorito deles (para mim um pouco melhor mesmo que o Superunknown), um album perfeito (em 12 faixas, não há uma mediana, tudo nota acima, muito acima).

asterisco said...

Hmmmmmmm... Badmotorfinger.

innocent bystander said...

hummmmmm...