Monday, 24 October 2005

A classe em versão concentrada

(James Stewart, Cary Grant e Katherine Hepburn em The Philadelphia Story)

11 comments:

asterisco said...

Ah, pois. A classe.
E Spencer Tracy!

innocent bystander said...

isto é que era cinema a sério! estes dois pra mim são o top!

Alcabrozes said...

Cara innocent, eu sei que não tem nada a ver com a posta em questão mas ouve o último dos DEPECHE MODE(achei-lhe piada). E o dos GANG OF FOUR (uma banda dos eighties) que lançou agora uma compilação (chama-se RETURN THE GIFT). Este ,na minha modesta opinião, é muito bom.

i am you

innocent bystander said...

olha, depeche mode tem-me parecido bem. E o dave gahn tá finalmente com bom aspecto, o que saúdo profundamente. Vai mandando sugestões, tou a registar tudinho.

Lisa said...

Grande, grande filme!
Mas confesso que, a par do Jimmy Stewart, tenho cá uma fixação pelo Gregory Peck...geeee...

elisa said...

Bem, parece-me que é tempo de rever os meus clássicos!

Senador said...

A Katherine Hepburn tinha muito estilo! É caso para dizer que nunca uma mulher ficou tão bem de calças vestidas como ela, sempre à frente do seu tempo.

a said...

Olá! Desculpa deixar aqui um comentário que nãio tem nada a ver... é um tema com algumas semanas... já vi o Being John Malkovich... grande maradice mas não achei depressivo. Teve um efeito muito estranho em mim... se quiseres vai lá ver! beijinhos

um estranho said...

Deste-me vontade de rever alguns filmes, bons filmes, bons actores, boas histórias.

asterisco said...

You've got mail.
Seja como for, passa lá no estaminé, que estão duas músicas a bombar.

innocent bystander said...

lisa: o peck também, sim. mas o meu top é mesmo stewart.

elisa: é rever, é rever, não há nada melhor que o preto e branco.

senador:nem mais. e uma gaja que conseguiu ser amante do spencer tracy durante 35 anos sem nunca casar, à espera dele, tem todo o mérito.

enquanto eu não volto: aqui fala-se de tudo ao molho. bem te disse que o filme era esquisito!

Alex: nem mais.

asterisco: ja la fui