Tuesday, 31 January 2006

Adivinha parola

Não durmo sozinha, afinal.
Dorme comigo na cama, debaixo da almofada, um aparelhinho muito útil.
É tão resistente que não lhe mudo as pilhas há anos, nunca mudei.
É prático e deve ter sido inventado por homens preguiçosos.
Porém, nos últimos tempos, tem falhado, o que me obriga a substituir a função que ele deveria ter e resolver a coisa à mão.

O que é, o que é?

Resposta: Estiveram perto. É o valoroso comando da minha aparelhagem Grundig M15, que tenho há dez anos. O leitor de cd não funciona, os deck's de cassetes também não, mas o rádio, graças ao equalizador de pop/disco/jazz/, ainda toca que é uma beleza. Obrigada por terem mandado tantos postais.

13 comments:

O Acordeonista said...

Relógio despertador?

O Acordeonista said...

Ah, confesso, n foi a primeira coisa que me veio à cabeça.

Xano said...

A parte da mão é gira...

Xano said...

Comando do ar condicionado?

O Acordeonista said...

Se não fosse o xano n tinha reparado na parte do "à mão". Acredito que seja o comando da TV. Comigo está a acontecer o mesmo, pq tenho de me levantar às tantas, ir para o frio para desligar o aparelho.

bonifaceo said...

Hum, bem visto, deve mesmo ser um comando.

esdruxulando said...

eu estava inclinado para um vibrador, mas depois de ver as respostas desta malta toda, cheguei à conclusão que tenho uma mente extremamente depravada. Aliás, nem sei onde fui buscar esta ideia.

Miguel Marujo said...

não foste depravada "esdruxa"... o texto todo aponta para o massajador facil. até o detalhe da mão... mas isso, já se vê, são contas de outras noites, eheheheh

innocent bystander said...

apontar até apontava, mas era óbvio de mais para mim, né, miguel?

Miguel Marujo said...

(corado) sei lá... ;)

innocent bystander said...

olha que sim... era um bocado a cair para o evidente, sobretudo a sugestão da mão

esdruxulando said...

"não foste depravada, esdruxa"? ...da-se, man, sou um gajo! Lá porque uma vez no carnaval, e o catano, e também já estava c'os copos... Não tá certo! Enfim, do mal o menos, se me confundissem com o Cláudio Ramos, era pior. Aí tínhamos de nos chatear.

innocent bystander said...

vá esdruxinho, cá nada de zangas... e isso do carnaval é melhor esquecer...